Apoio
Realização

© Plástico Maravilha 2020 

  • Facebook
  • Instagram

Terceiro Laboratório Plástico Maravilha



No dia 11 e 12 de maio aconteceu o terceiro laboratório do Plástico Maravilha no Instituto Pandavas, em Monteiro Lobato.

O convidado da vez é Antônio Celso. Celsão é instrutor no espaço de tecnologia e artes do SESC Santos, para mim uma inspiração, aliás foi com Antônio que ouvi pela primeira vez sobre a ideia de laboratório, que segundo ele é diferente de uma oficina já que não existe alguém apropriado do processo como um todo, mas um grupo de pessoas experimentando para chegar a uma solução coletivamente.

Antônio inventa moda e objetos, é físico de formação e sabe muito de eletrônica e gambiarra, mas mais que tudo o Antônio tem uma preocupação politica e social que permeia tudo que ele faz, e assim foi no nosso primeiro encontro.

Não por acaso, ele também esta desenvolvendo um projeto segundo os moldes do Precious Plastic, que eles também chamaram de plástico maravilha, em Santos, e recebemos a visita de quatro integrantes desse coletivo em formação durante o laboratório.

A apresentação inicial já veio com cara de bate-papo pelo tom crítico sempre estimulado pelo Antônio, é bom lembrar porque estamos fazendo isso, quão efetiva são nossas ações e como podemos ampliá-las para além do nosso círculo. Juntos concluímos a importância de se criar iniciativas que fazem uma mudança localmente, pequenos núcleos possam dar suporte uns aos outros, criando redes. Também falamos sobre a necessidade de repensar as fontes energéticas usadas e o consumo exacerbado quando no tema resíduos. .




Seguimos introduzindo a todos nas ideias do Precious Plastic assistindo á um vídeo que conta como tudo começou em um relato temporal sobre a evolução na criação das máquinas, sempre deixando claro que o processo ainda não terminou.

Mantivemos os três grupos do ultimo laboratório, um de confecção de contêineres/"bolsonas" a partir de sacolinhas plásticas, o segundo de separação, teste de flutuabilidade dos plásticos e trituração e outro que se encarregou de da construção de extrusora.

Neste laboratório também tivemos que terminar as conexões elétricas da trituradora e fizemos o funil por onde o plástico é introduzido.


Por fim debruçados sobre os blueprints, testamos algumas alternativas a parte eletrônica da extrusora, da onde reconhecemos novas demandas de materiais ainda não identificadas e iniciamos a estrutura da máquina, com cortes e soldas da mesa.